Capim-limão

Planta perene, que forma enorme touceiras de folhas finamente estriadas, de cerca de 60 a 80 centímetros de altura, com margens cortantes, exalando um forte odor de limão. Flores agrupadas em pequenas espigas, formando várias touceiras, com rizoma curto. Suas folhas finamente estriadas, são ásperas e com margens cortantes. Seu aroma forte e penetrante, semelhante ao do limão, desaparece quando as folhas ficam secas.

A planta prefere terrenos pouco úmidos, vegetando bem em regiões de clima tropical e temperado. Faz-se mudas desmembrando pedaços da touceira mãe, plantando em lugar bem ensolarado à um metro uma da outra. Cada muda vai formar uma nova touceira.

É utilizado como refrigerante, diaforético, antifebrífugo, contra gases intestinais, dores musculares e torceduras. Contém citral, substância também encontrada na melissa, que lhe confere propriedades calmantes e sedativas. Como os óleos essenciais são voláteis, no preparo de infusões de folhas ou rizomas, não é necessário ferver muito, nem deixar em água quente por tempo prolongado. Para liberar os princípios ativos, bastam 10 minutos de calor ou fervura. O chá é bom para insônia e tônico depurativo em estados gripais febris. Propriedades ativas concentram-se nos óleos essenciais (citral e mirceno). Combate a erosão, tendo sido usado desde o Brasil Colônia para plantio à beira das estradas recém abertas.